• Tewa 225

A Polêmica Instalação da Heineken em Pedro Leopoldo

Pedro Leopoldo (MG) é mundialmente conhecido por ter sido a casa dos fósseis mais antigos encontrados na América, inclusive o crânio da famosa Luzia, com cerca de 12.500 a 13.000 anos. De acordo com o site da prefeitura da cidade, existem mais de 15 sítios de valor arqueológico, arquipelágico ou paleontológico que ainda não foram completamente estudados ou descobertos, sendo sede pré-histórica da região.

A cidade comumente toma holofotes quando o assunto é arqueologia, porém na última semana uma polêmica tomou o local das grandes descobertas históricas. Com a notícia da alocação de uma nova fábrica da Heineken, a promessa de 350 novos empregos diretos fez com que a população da cidade ignorasse fatos importantes sobre o impacto da construção de uma fábrica do porte planejado pelos empresários.

A aprovação da construção da fábrica foi concedida pela Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) em abril. Em setembro, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) embargou a área onde seria instalada a fábrica, entre os principais apontamentos do instituto estavam:

  • A falta de compatibilidade do empreendimento com o Decreto de Criação e o Plano de Manejo

  • Alto risco geológico no local

  • Grande impacto nos lençóis freáticos e nas cavernas do Fedo, Cipó e Nei

  • Impacto na área de influência da Caverna Lapa Vermelha

Grandes movimentos tomaram conta da cidade e, em outubro, moradores iniciaram um movimento a favor da Heineken (#euqueroaHeinekenaqui), levantando a bandeira do impacto econômico que a ausência da fábrica faria para o município. No mesmo mês a empresa conseguiu o aval da justiça para prosseguir com as obras, mas decidiu permanecer em standby até entrar em acordo com os órgãos ambientais.

A importância do diagnóstico territorial cumpre o papel de explicar, tanto a razão pela qual é inviável certos empreendimentos, como transformá-lo em um plano viável. O investimento no reconhecimento e compreensão territorial além de dados analíticos faz com que limites reais sejam traçados e melhor explicados, o que faz com que todos compreendam as nuances de cada projeto, desde a população até a empresa responsável.

Em uma discussão mais profunda, é possível compreender que, o crescimento econômico de cada território pode sim acompanhar os limites ambientais, desde que sejam construídos junto a consultorias, institutos ou centros de pesquisa que desenvolvam diagnósticos imparciais sobre como prosseguir com a aplicação do projeto.

FONTES:

RODRIGUES, Gabriel. O Tempo. Moradores de Pedro Leopoldo criam movimento a favor da Heineken. Disponível em: https://www.otempo.com.br/economia/moradores-de-pedro-leopoldo-criam-movimento-a-favor-da-heineken-1.2552672

COSTA, Marina. Estado de Minas. Justiça concede liminar para Heineken retomar obras em Pedro Leopoldo. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2021/10/07/internas_economia,1312144/justica-concede-liminar-para-heineken-retomar-obras-em-pedro-leopoldo.shtml

MACHADO, Nivea. Estado de Minas. Embargo de obra da Heineken em Pedro Leopoldo deixa moradores apreensivos. Disponível em:

https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2021/09/27/internas_economia,1309387/embargo-de-obra-da-heineken-em-pedro-leopoldo-deixa-moradores-apreensivos.shtml

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo